top of page
  • Foto do escritorLAGOS

Piauí e Ceará inauguram nova rota de cicloturismo

Caminhos de Ibiapaba liga os Parques Nacionais das Sete Cidades (PI) e de Ubajara (CE) em um cenário de natureza que passa pelo Cerrado, Caatinga até encontrar resquícios de Mata Atlântica

Pedalar do Piauí ao Ceará por dentro de áreas de proteção ambiental em um trajeto que vai conectando paisagens dos biomas Cerrado e Caatinga e ainda encontrar, na chegada, uma mancha de Mata Atlântica. Esta é a proposta do Caminhos de Ibiapaba, inaugurado em 4 de fevereiro com a Ultramaratona 4º desafio Sete Cidades Ubajara 3D, realizada em duas etapas e com a participação de 169 corredores.


A trilha de 130km liga os Parques Nacionais das Sete Cidades (PI) e de Ubajara (CE) e faz parte da Rede Brasileira de Trilhas de Longa Distância. Ela parte de Piracuruca, pouco mais de 200 km de Teresina (PI), passando por Brasileira e São João da Fronteira, até chegar em Ubajara, 220 km de Fortaleza (CE). Os dois parques já oferecem, dentro de suas áreas, diversas trilhas de pequeno e médio curso.


O desenho deste caminho, explica Waldemar Justo do Nascimento Neto, chefe do Parque Sete Cidades, é uma antiga rota dos mercadores que transportavam artigos do Ceará, cruzando o Piauí e seguindo para o Maranhão. “Além da beleza e riqueza ecológica, o trajeto é também uma experiência histórica, passando por comunidades que preservam casarios do século XVII, açudes e reservatórios, como o do Belo Monte”, diz ele.


O percurso tem um grande potencial para atrair vários tipos de ciclistas e pedestres, pois é perfeito para a realização de provas esportivas, e também indicado ao cicloturismo e caminhada.


Para Gilson Mota, chefe do Parque de Ubajara, a trilha vai potencializar os atrativos dos parques ao promover a conexão entre eles, além de aumentar e trazer um novo público. “Isso fortalece os objetivos da APA Serra da Ibiapaba, ajuda na preservação, além de gerar renda para as comunidades no entorno da trilha”, diz ele, que animado com a presença dos ciclistas, já sonha com a abertura de novos caminhos para a bicicleta, como ligar Ubajara a Jericoacoara.


Apesar de estar toda sinalizada e já ter sido inaugurada, Waldemar explica que neste primeiro momento, o trajeto deve ser feito com o auxílio de condutores do parque. “Vamos entrar agora, em parceria com o Sebrae, na fase de capacitação para desenvolver o turismo de base comunitária”, explica.


As marcas


Por estarem conectadas com a Rede Nacional de Trilhas, a sinalização deste caminho e dos que estão localizados dentro dos dois parques, contam com a identidade visual da rede, a pegada amarela, com elementos da identidade visual de cada rota.


A marca escolhida pelo Caminho de Ibiapaba é a Guariba da Caatinga (Alouatta ululata). A ideia é chamar a atenção para que, mesmo em uma Área de Proteção Ambiental, a ocorrência não apenas desta, mas de várias outras espécies ameaçadas de extinção, e também um convite a se somar na sua proteção.


O Parque Nacional de Sete Cidades, que estreou na Rede Brasileira de Trilhas em 2018, tem a marca do lagarto, facilmente encontrado na região, que é um sítio de pintura rupestre da unidade de conservação. O Parque Nacional de Ubajara, por sua vez, estreou na Rede em 2019 com a imagem do bondinho, que é a marca registrada do local.


Mais informações:

Parque Nacional das Sete Cidades (86) 3343-1342

Parque Nacional de Ubajara (88) 3634-1388




(Correio Ibiapaba, com informações da Aliança Bike - Associação Brasileira do Setor de Bicicletas)


Comentários


bottom of page