IFCE desenvolve equipamentos de desinfecção de ambientes com raios ultravioletas para combater Covid-19

(0 comentário)

Professores e alunos das áreas de Telemática e Indústria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) trabalham no desenvolvimento de protótipos de equipamentos de desinfecção de ambientes com uso de raios ultravioletas, novo método para esterilizar superfícies contaminadas pela Covid- 19.

Segundo a instituição, foram construídos inicialmente seis equipamentos, que foram entregues ao setor de oncologia do Hospital Albert Sabin , a Associação Peter Pan. Outros serão entregues ao setor de odontologia do Campus Fortaleza, PROGEP e para unidades de saúde que estão sendo contatadas para doação.

Realizado no campus de Fortaleza do IFCE, o projeto inclui a concepção e montagem de protótipos, elaboração de manual de instrução e a produção dos dispositivos em pelo menos duas versões: a primeira é um rodo; e a segunda, uma caixa para ser acoplada a ambientes.

Profissionais envolvidos

Nesta nova ação em prol do controle da pandemia, estão envolvidos, sob a supervisão de docentes, mais de 15 alunos dos cursos Técnico em Mecânica, bacharelados em Engenharia Mecatrônica e em Engenharia de Telecomunicações, além do Mestrado em Engenharia de Telecomunicações.

De acordo com o coordenador do projeto, o professor Isaac Miranda, estudos demonstram a grande eficácia germicida dos raios violetas C, chamado UVC. No entanto, como podem ser nocivos ao usuário, os pesquisadores tomaram precauções na modelagem dos dispositivos.

“No rodo, o material foi planejado para que não tenha transmissão acidental. Incluímos um obturador que regula e pode até vedar a transmissão da luz”, explica. Já o segundo equipamento, continua, “é uma caixa com uma lâmpada dentro projetada pensando nas salas de desparamentação dos profissionais de saúde. A emissão dos raios em baixa incidência não prejudica a quem está no ambiente", afirmou.

Produção dos dispositivos

Os responsáveis pelo projeto também elaboram um manual de instruções para referenciar a produção dos dispositivos. O Departamento de Indústria do IFCE de Fortaleza trabalha na produção de 100 unidades para distribuição sem custos a entidades que necessitem do material. A Pró- Reitoria de Gestão de Pessoas do IFCE e a Coordenadoria de Serviço de Saúde do IFCE de Fortaleza também devem receber os equipamentos de desinfecção.

O protótipo do rodo tem custo de R$ 134,46, o que é considerado baixo pelo pesquisador. “O consumo energético desses equipamentos também é bem pequeno”, acrescenta Miranda. Com valor total de R$ 13.135,00, o projeto foi aprovado pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC) do Ministério da Saúde (MEC).

(G1 Ceará)

Atualmente não avaliado

Comentários

Não há comentários no momento.

Novo Comentário

obrigatório

obrigatório (não publicado)

opcional

Arquivo

2020
2019
2018
2016
2014
2013
2012
2011
2010
2009