Idosa de 82 anos faz campanha nas redes sociais a favor da vacina contra Covid-19 no Ceará

(0 comentário)

A aposentada Francisca Bezerra, de 82 anos, carinhosamente conhecida como "Dona Quiquinha", é moradora de Cedro, na região Centro-Sul do Ceará, e recebeu a primeira dose da vacina contra Covid-19 na última quarta-feira (27). Além dela, o marido Luís Francisco, de 85 anos, também foi vacinado. Mesmo antes de receber o imunizante, a idosa já fazia campanha a favor do imunobiológico nas redes sociais.

“Eu já tinha Whatsapp. O Marciel [neto] me orientou muito, e eu fiquei com Whatsapp, e fiquei procurando [informações sobre a vacina]. Eu falava muito com minha família, nos grupos que eu tenho muitos. Então, quando chegou a pandemia, aí eu já procurei saber, nas redes sociais, o que era a pandemia, aí entendi que foi uma mortalidade muito grande que aconteceu. Eu escutava nos jornais, assistia tudo. Então, eu fiquei sempre pedindo a Deus que aparecesse um meio de que a gente tomasse uma vacina, e se livrasse mais dessa doença”, relembra Dona Quiquinha.

A idosa utiliza as redes sociais que possui, Facebook e Instagram — além do aplicativo de mensagens — para compartilhar mensagens positivas sobre a vacinação. “Eu mando áudio, compartilho as notícias direto, assisto os jornais direto, aí é assim que hoje estou orientada”, complementa a aposentada.

Independente da plataforma, Dona Quiquinha reforça o conselho: "tome a vacina, que é uma coisa muito boa para a gente. Eu já vacinei, já estou aqui com o cartão para a segunda etapa. Se Deus quiser, eu vou tomar a segunda dose, e eu falo isso para todo mundo, dou esse recado. Seja forte e firme com o que está acontecendo no mundo”.

“Porque as pessoas ficam com muita conversa, que a vacina dói, que a vacina é pra matar. Outros dizem que a vacina é um carimbo negativo. A vacina é uma cura para todos nós”, finaliza ela que também se dedica a não compartilhar fake news sobre o tema.

Vacinação em Cedro

Dona Quiquinha está entre os 280 idosos que a secretaria municipal de Saúde de Cedro pretende imunizar com as vacinas da Oxford/Astrazeneca que foram fornecidas ao município pelo Governo do Ceará. Ela e o marido foram um dos primeiros contemplados com o processo que iniciou nesta quarta-feira (27).

“Estamos iniciando em quatro bairros aqui no município de Cedro. Então, a gente optou por fazer casa a casa. A equipe irá passar nas residências e realizar a imunização”, explica Simone Firmo, coordenadora da atenção básica em Cedro.

Apesar da vacinação, Simone reforça que as medidas de biossegurança precisam continuar sendo adotadas. “Vale ressaltar que se você recebeu a vacina você está livre da Covid. Então, é preciso continuar com os cuidados, o uso da máscara, lavagem das mãos, manter o distanciamento e não receber visitas. A gente continua com a mesma cautela de antes”, complementa a coordenadora.

Simone também alerta que é necessário esperar a segunda dose da vacina, e um prazo para que o próprio organismo comece a produzir os anticorpos contra o coronavírus.

Atualmente não avaliado

Comentários

Não há comentários no momento.

Novo Comentário

obrigatório

obrigatório (não publicado)

opcional

Arquivo

2021
2020
2019
2018
2016
2014
2013
2012
2011
2010
2009