Confira cinco boas notícias sobre coronavírus dos últimos dias

(0 comentário)

Ligar a televisão, acessar a internet ou fazer uso de redes sociais tornou-se uma atividade que requer cuidados, especialmente por conta da pandemia de covid-19, doença causada pela infecção do vírus Sars-Cov-2 que assola o mundo. Diariamente, são tantas notícias ruins sobre o número de infectados e a quantidade expressiva de mortos que podemos desenvolver transtornos psicológicos caso continuemos buscando — de forma incessante —, mais informações sobre este assunto.

Pensando nisso, O POVO elencou cinco notícias boas sobre a pandemia do novo coronavírus que dão esperanças de dias melhores. Confere a lista!

Ventiladores pulmonares de baixo custo foram desenvolvidos

Fundamental no tratamento de casos mais graves de covid-19, os ventiladores auxiliam o paciente a respirar. Entretanto, como a quantidade de pessoas que precisam do recurso é expressiva, algumas UTIs estão apresentando falta do equipamento.

Com o objetivo de baratear e dar acessibilidade ao equipamento, um cientista da Universidade de Minesota, nos Estados Unidos, desenvolveu um ventilador barato e fácil de ser produzido. Outras ações do tipo foram constatadas pelo mundo.

Empresas de tecnologia doam suprimentos de segurança para os mais necessitados

O Facebook e a Apple estão doando uma grande quantidade de material de segurança, como máscaras e suprimentos médicos, para estabelecimentos de saúde dos Estados Unidos. Na China, primeiro epicentro do novo coronavírus, várias empresas estão doando suas máscaras para países europeus que estão sofrendo com a doença e necessitam de mais recursos — como Itália e Espanha.

O exercício da empatia com o próximo também é visto em pessoas. No Brasil e em países da Europa que adotaram a quarentena mais cedo, idosos estão tendo suas necessidades de irem ao mercado ou pagarem contas sendo feitas por seus vizinhos mais jovens.

China fecha hospitais temporários e reabre parques

Wuhan, cidade chinesa onde o surto de coronavírus começou, já iniciou o processo de fechamento dos hospitais temporários voltados para pacientes contaminadas com a covid-19, e abertura de parques e locais comunitários. A capital da província de Hubei está se recuperando da pandemia e sua população já começa a ter sua rotina novamente.

Pacientes recuperados podem ajudar a proteger outras pessoas

Pesquisadores estão utilizando anticorpos presentes no plasma do sangue de pacientes que se recuperaram da infecção causada pela covid-19. A atitude está sendo realizada por um imunologista da Universidade Johns Hopkins, de Baltimore, nos Estados Unidos, e utilizada para aumentar a imunidade de pacientes recém infectados e, também, em pessoas que possuem risco de contrair a doença.

Diminuição da poluição registrada no mundo

Com o estado de emergência de saúde pública nos locais afetados pelo novo coronavírus, os governantes adotaram medidas para frear o avanço do vírus na população. Entre as atitudes está a quarentena. Com as pessoas em casa, satélites que fazem a medição do nível de poluição do ar mostraram que houve grande redução nos índices na China e na Itália, os dois países mais afetados até agora pela covid-19.

Relatórios apontam que a quarentena na China reduziu mais de 100 milhões de toneladas de emissões de dióxido de carbono na atmosfera, valor equivalente a quantidade emitida pelo Chile em um ano. Os canais de Veneza, por exemplo, apresentaram coloração e pureza que não era vistas há muito tempo. Isto ocorreu, entre outros motivos, por conta do isolamento da população italiana, com multa para quem não tivesse permissão para sair de casa e fechamento de fábricas.

(O Povo, por Neto Ribeiro - Foto: Andrea Pattaro)

Atualmente não avaliado

Comentários

Não há comentários no momento.

Novo Comentário

obrigatório

obrigatório (não publicado)

opcional

Arquivo

2020
2019
2018
2016
2014
2013
2012
2011
2010
2009