Notícias

Vendo posts da categoria Saúde

Cearense que acordou de coma após complicações no parto agradece apoio recebido

Depois de passar quase um mês na UTI, a cearense Luana de Holanda Gomes, 28, teve alta e pôde ir para casa no último sábado, 2. A bancária passou 13 dias em coma após ter complicações no parto e perder o bebê devido a uma condição rara chamada coagulação intravascular disseminada. Enquanto estava no hospital, campanha feita por amigos de Luana chegou a arrecadar quase 300 bolsas de sangue para ela.

Agora, a rede de apoio segue ao lado de Luana enquanto ela busca a recuperação total.

Calendário de atendimento do mês de fevereiro da Ibiapaba Oftalmoclínica de São Benedito

A clínica e cirurgia de olho, a Oftalmoclínica Ibiapaba, todos os meses tem um calendário de atendimento aos seus pacientes, com a escala dos médicos e os plantões aos sábados. 

Dia Nacional da Mamografia alerta para prevenção do câncer de mama

Terça-feira, 5 de fevereiro, é o Dia Nacional da Mamografia. A data foi criada para sensibilizar as mulheres para a importância de realizar o exame para a detecção precoce do câncer de mama. A doença é a principal causa mundial de morte pela na população feminina. Cerca de 1,4 milhão de casos novos dessa neoplasia são esperados anualmente em todo o mundo, o que representa 23% de todos os tipos de câncer. No Brasil, a estimativa de novos casos em 2018 foi 59.700. No Ceará, 2.200 casos novos eram estimados.

Mulher tem canal vaginal reconstruído com pele de tilápia, em Fortaleza

Com apenas um ano de casada, a professora Elisane Gusmão foi diagnosticada com câncer genital. Era abril de 2009. Um sangramento durante o ato sexual foi o primeiro sintoma que a fez procurar um médico. O profissional indicou sessões de radioterapia e braquiterapia. Contudo, após o término do tratamento, uma outra surpresa nada agradável: os tecidos da sua cavidade vaginal haviam sido fechados, o que a impediria de menstruar e ter relações. Este foi o início de uma saga árdua em busca da cura que a trouxe quase dez anos depois da descoberta da enfermidade ao Ceará, pioneiro em reconstrução do canal vaginal com pele de tilápia.

Quanto tempo vive uma muriçoca e os horários mais comuns para picadas

Seu nome científico é Culex quinquefasciatus; o popular é muriçoca. Em períodos de maior calor e umidade, com o entre-e-sai de chuva e sol, o inseto não falha na tarefa ímpar de perturbar com seu zumbido característico e, ao picar, trazer coceira intensa e imediata, vermelhidão e caroços na pele.

Arquivo

2019
2018
2016
2014
2013
2012
2011
2010
2009