Notícias

Vendo posts da categoria Esporte

Cagece abre inscrições para projeto esportivo Treine

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) está com inscrições abertas para o programa Treine (Treinando no Esporte e Integrando na Escola), um projeto que oferece atividades físicas, com orientação profissional, de forma gratuita para a comunidade. As inscrições seguem até o dia 6 de fevereiro e podem participar crianças e adolescentes de 8 a 16 anos. Para se inscrever, basta comparecer à unidade da Cagece no bairro Pici (localizada na rua Alagoas S/N) no horário de 8h às 11h e de 14h às 17h.

Ítalo Ferreira bate Gabriel Medina e é o primeiro nordestino a vencer o mundial de surfe

O potiguar Ítalo Ferreira da pequena cidade de Baía Formosa é o primeiro nordestino a ser campeão mundial de surfe. É o quarto título do Brasil, que levantou o caneco em 2014 e 2018 com Gabriel Medina, e em 2015, com Adriano de Souza. Ítalo venceu Gabriel Medina na etapa de Pipeline, no Havaí.

Documentário "Meu Tricolor de Aço" estreia na Netflix nesta segunda-feira, 16

A centenária história do Fortaleza, que já estava eternizada nas telas de cinema, agora também poderá ser vista em outras plataformas, como em televisões, celulares e computadores. O documentário “Meu Tricolor de Aço”, lançado em 6 de dezembro de 2018 nos cinemas, a partir desta segunda-feira, 16, estará disponível na Netflix.

Os cinquenta anos do gol 1000 de Pelé

Carlos Drummond de Andrade já tinha cantado as dores dos ombros que suportavam o mundo, escrevera sobre João que amava Teresa que amava Raimundo, tratara de José, para quem a festa acabara — e então se aproximou o gol 1 000 de Pelé. Numa crônica de 28 de outubro de 1969, publicada no Jornal do Brasil, Drummond escreveu: “O difícil, o extraordinário, não é fazer mil gols, como Pelé. É fazer um gol como Pelé”. Um poeta, o maior deles, lidando com futebol? Passados cinquenta anos, difícil mesmo é medir a relevância estrondosa daquela marca, estabelecida em 19 de novembro, uma quarta-feira, às 23h23 — um mísero golzinho, de pênalti, celebrado no Brasil com a mesma pompa e circunstância que o planeta oferecera à chegada do homem à Lua, exatos quatro meses antes? O milésimo representava o apogeu do rei do futebol, o selo definitivo de mito, antes ainda da atuação que o coroaria eternamente, o espetacular desempenho com a camisa da seleção na Copa do tri, em 1970. E havia o ambiente político, o cotidiano esmagado pela ditadura militar — as honrarias em torno do camisa 10 do Santos, naquele contexto, seriam um respiro.

Com leucemia aos 21 anos, estudante se redescobriu no esporte

Vôlei, basquete, dentre outros esportes, quase sempre estiveram presentes na vida de Rosane Alice Moraes. O "quase" começou em 2015 quando a estudante de medicina foi diagnosticada com câncer. Empolgada em uma partida de vôlei com amigos, a jovem se esforçou demais para salvar uma bola, chocou o joelho no chão e acabou com uma mancha na pele que custou a sair. A explicação para esse sintoma e dores de cabeça recorrentes veio em um hemograma no dia 11 de junho de 2015: leucemia.

Arquivo

2020
2019
2018
2016
2014
2013
2012
2011
2010
2009