Professores e estudantes constroem foguetes no Ceará e estimulam pesquisa espacial no estado

Um projeto do Grupo de Desenvolvimento Aeroespacial (GDAe) da Universidade Federal do Ceará (UFC) está realizando testes de lançamento de foguetes para estimular a pesquisa espacial, o desenvolvimento tecnológico, e a formação em engenharia mecânica no Estado. A série de experimentos, que envolve pesquisadores e alunos do grupo, irá culminar no lançamento, em dezembro deste ano, do foguete "Hermes", em Paramirim (RN), cuja meta é alcançar entre três e cinco quilômetros de altura.

No Dia Nacional da Adoção, conheça projetos que pregam 'acolhida tardia'

A sala com brinquedos espalhados pelo chão, somados a gritos e risos alegres ecoando pela casa denunciam que ali vivem crianças. É nessa atmosfera de amor e união que a família Lima mostra que formar laços afetivos não depende de uma ligação genética. A vida deles mudou drasticamente após um acidente de rapel. Morador do Núcleo Bandeirante, Aloísio Lima, 45 anos, sofreu uma lesão cervical em 2003 e descobriu, posteriormente, que não poderia gerar filhos. Ele é atleta paraolímpico. A professora Ana Cristina de Lima, 45 anos, ainda tentou fertilização in vitro, sem sucesso. Como o sonho do casal sempre foi ter a casa cheia, surgiu a ideia da adoção.

Artur, hoje com 10 anos, chegou à família em 2009, após dois anos de espera na fila, com apenas um mês. Três anos depois, foram adotadas as irmãs biológicas Sara, hoje com 10 e Vitória, 9 anos. “Em casa tudo é uma festa. Eles são como trigêmeos. As alegrias e desafios são os mesmos de qualquer pai e mãe. A hora mais dramática é a da lição de casa, mas nada que não seja resolvido com amor e disciplina. Vitória é a mais brincalhona, Sara, a mais simpática e Artur, o mais sociável. Nos adaptamos rápido uns aos outros”, contam os pais em uníssono.

Ter uma família para abraçar é o desejo de outras milhares de crianças e adolescentes abrigados em orfanatos pelo Brasil. Celebrando o Dia Nacional da Adoção, que ocorre neste sábado (25/5), equipes técnicas das varas infantojuvenis no país investem em projetos que procuram dar visibilidade e sensibilizar a população na adoção de crianças e jovens cujo perfil não é o mais buscado. É a chamada “busca ativa”. Cerca de 90% das famílias ainda buscam crianças menores de 3 anos para adotar.

Um levantamento do Cadastro Nacional de Adoção (CNA) mostra que existem 45.991 pessoas interessadas em adotar e 9.524 crianças e adolescentes aptos a serem adotados. Porém, cerca de 47 mil crianças e adolescentes estão com situação indefinida e inseridas em programas de acolhimento institucional.

No Distrito Federal, segundo a Vara da Infância e Juventude, 137 crianças e adolescentes que aguardam adoção continuam sem um lar por não se enquadrarem no perfil pretendido pelas 556 famílias habilitadas no cadastro local, em razão da idade, por fazerem parte de grupos de irmãos ou por terem problemas de saúde. No grupo de idade entre 0 a 2 anos, há 5 crianças aguardando. Para o grupo de 3 a 11, são 56, e no de 12 a 17 anos, são 68.

Para aumentar as chances de adoção desses meninos e meninas, a Vara criou o projeto “Em busca de um lar”, que consiste na produção de vídeos e fotos para divulgação em mídias sociais, com o acompanhamento da Seção de Colocação em Família Substituta (Sefam), em que a criança ou adolescente, acompanhado do cuidador, conta sobre o que gosta de fazer e o que deseja em uma família. O intuito é que o vídeo chegue até possíveis pais. Os primeiros vídeos de divulgação estão disponíveis no site https://www.tjdft.jus.br/informacoes/infancia-e-juventude/em-busca-de-um-lar.

Campanha da Prefeitura de Jijoca proíbe estacionamento veículos particulares e de cidades vizinhas na vila de Jericoacoara

A Prefeitura de Jijoca de Jericoacoara pretende implementar uma campanha de “trânsito zero” na vila de Jeri, pólo turístico do Ceará. A medida tem como intuito limitar o estacionamento de veículos no local, restringindo à cooperativas voltadas ao turismo da cidade e de moradores de Jijoca.

Guaraciaba do Norte-CE: Projeto ‘Alunos que inspiram’ revela talentos nas artes na escola Maria Marina Soares em maio

O projeto ‘Alunos que Inspiram’  que há mais de quatro anos acontece nas escolas públicas do estado do Ceará, revela talentos das mais variadas áreas da arte. Com ênfase no teatro, desenho, na pintura, dança e outras artes, o projeto tem movimentado as escolas públicas de Ensino Médio cearenses como uma atividade artística do ano.

Sine de Tianguá-CE oferece vagas em três funções

O SINE-IDT divulgou as vagas de emprego disponíveis em suas unidades no Ceará. As informações estão disponibilizadas no site do SINE desde ontem, 23. Ao todo, são três vagas, na unidade de Tianguá. 

Enquete

Tweets Recentes